Google+ Google+

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Testei: Bed Head After Party

E aí pessoal, beleza?

Hoje eu vou mostrar para vocês um produto que tenho usado e estou gostando muito.

Esse aqui:


Mas vamos do começo:

A marca TIGI é super famosa (vocês já devem ter ouvido falar ou visto propagandas em revistas, não?).


A TIGI é uma empresa inglesa que foi fundada pelos cabeleireiros (e irmãos) Giuseppe (Toni) and Gaetano (Guy) Mascolo em 1986.

A empresa foi criada para fornecer produtos para cuidados com os cabelos e finalizadores para os salões dos irmãos.

Os salões TONI&GUY estão em todo o mundo (existem hoje mais de 400 salões!!!).

Mas como a popularidade dos produtos cresceu, eles começaram a revendê-los em lojas, supermercados e outros salões.

A marca acabou sendo comprada pela Unilever em 2009 por £295.2 milhões. 


A TIGI possui varias linhas de produtos:


A Catwalk é uma linha  linha mais glamourosa, inspirada na moda e nas passarelas.

Seu cheiro é mais "adulto"e os produtos tem uma qualidade incrível.

A coleção Curlesque Curl faz parte dessa linha e são produtos especialmente desenvolvidos para cabelos crespos e cacheados.

Os produtos da Curlesque Curl têm vários reviews super positivos na internet, mas, como meu cabelo é liso, não pude comprovar o efeito dos produtos.


A linha que eu mais gosto é a Bed Head.

É uma linha mais jovem, com cheiros deliciosos e embalagens super divertidas.

Dá para perceber a diferença entre as duas linhas até pelo estilo da propaganda, não acham?

Voltando ao assunto do post, vamos falar do After Party.


O After Party é um finalizador formulado para ser usado nos cabelos secos.

Ele deixa os cabelos com um cheiro delicioso, dá um brilho incrível e tira o frizz.

Eu uso ele depois de secar o cabelo (ele tira aquele cheiro de secador do cabelo, entendem?).

Também uso para separar os cachos depois de fazer babyliss.

Tem muitas meninas que usam o After Party, como o nome diz, depois de baladas, bares e lugares afins, para tirar cheiros do cabelo, como fumaça e cigarro... mas, como não frequento lugares assim, não sei dizer se tira mesmo o cheiro... rsrs

A embalagem é muito prática de usar:


Ele rende muito, a textura é de um creme encorpado, espalha bem fácil e não deixa os cabelos oleosos (só cuidado para não aplicar muito produto, ok? Vai desperdiçar e deixar os cabelos pesados). 


Ah, o meu é o Biggie, que tem 150ml.  Já o tamanho normal tem 100ml.

Vocês já conheciam a marca?

O que tem no meu Nook??

E aí pessoal, beleza?

Sei que vocês já estavam esperando músicas para alegrar o início da semana, mas hoje vou dar uma mudada e falar sobre livros!!!

Eu amo ler livros... na verdade eu leio qualquer coisa (segundo a minha mãe, eu só não leio papel higiênico porque não tem nada escrito...rsrs... beijos, mãe!!!).

Bom, o problema é que livro no Brasil custa ultra caro (vai entender, já que livro é imune e não paga imposto, certo!?!?).

Além do preço, livro também ocupa espaço, muito espaço!

Então, juntando os dois fatores, fica meio difícil comprar vários, né?  Quem dirá comprar alguns sem conhecer os autores...

Aí é que vem a solução: os leitores de e-books.

O que é isso?

É um aparelho parecido com um tablet, mas é especialmente desenvolvido para leitura de livros.

Sua tela é fosca (diferentemente de tablets e notebooks). Desta forma, ele reflete a luz como se fosse papel comum (dá pra ler até no sol!!).

Ah, além disso, ele é mais leve que um livro de bolso e tem capacidade para armazenar mais de 1.100 livros.

Bom, não?

Existem leitores de e-books de várias marcas (e preços) e dá para comprar tranquilamente no Brasil.

O meu é esse aí da foto acima, o Nook. Ele é de uma rede de livrarias norte-americana, a Barnes & Noble.

Mas a Amazon também vende um muito bom no Brasil, o Kindle.



Então, não tem mais desculpas para não ler, certo?

Dá para levar na bolsa e ler em qualquer lugar: no horário de almoço ou na sala de espera de um médico, por exemplo.

Ah, também dá para ler na academia... lembram da foto no post de um sábado anterior em que a menina estava assentada em uma cadeira em cima da esteira, lendo um livro??? Pois é, dá para fazer isso também... rsrs
(se você perdeu o post, procura no arquivo do blog, ok?  As fotos são mega engraçadas e vale a pena dar uma olhada...)

Como o Nook é muito prático de carregar e tem capacidade de armazenar muitos livros, acabei conhecendo muitos autores novos.

O legal é que dá para encher ele de livros, conhecer autores novos e, se não gostar de algum, deleta o dito cujo e começa outro... fácil!!!

Agora, vamos voltar ao assunto do post:

Sempre gostei muito de Agatha Christie e desde criança lia os livros dela (tinha vários e meu cartão da biblioteca estava sempre cheio de carimbinhos...rsrs).



Ultimamente, acabei conhecendo outros autores de livros de mistério, mas com um toque mais contemporâneo (também, a Agatha Christie morreu muito tempo antes de eu ter nascido... então, qualquer coisa depois disso já é bem " atual", certo?? rsrs).

A primeira é Mary Higgins Clark, uma escritora norte-americana que lançou seu primeiro livro (e best seller) em 1975.



Sua estreia na literatura foi com uma biografia de George Washington e, em 1975, iniciou seus romances policiais. 

Seus livros tiveram mais de 70 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo. 


Ainda não li todos (ela deve ter uns 40), mas gostei de todos os que li.

O último livro dela foi lançado em 2009 e desde 2000 ela tem escrito livros em parceria com a filha, Carol Higgins Clark.

Ah, os livros dela são de mistério, mas todos têm personagens diferentes.


Outra autora que escreve livros estilo Agatha Christie é Sue Grafton.


Seus livros são mais parecidos com os da Agatha Christie, mas no lugar de Poirot e Miss Marple, a detetive criada por Sue se chama Kinsey Millhone.

Sua série de livros é conhecida como "Crimes do Abecedário", pois o título de cada livro seu começa com uma das letras do alfabeto.


Ela começou a escrever em 1982 e seu último livro, até o momento, é "S is for Silence", que foi publicado em 2005.

Ainda estou na letra E... muito divertida a série...


E vocês, já conheciam os leitores de e-book?  Gostam de livros de mistério?

Se souberem algum autor/autora de livros de mistério, por favor, deixem as indicações nos comentários, ok?